A preferência dos jovens pelos livros ao invés dos eBooks

Uma pesquisa realizada na Inglaterra quebrou um mito sobre a juventude conectada do novo milênio: 62% deles preferem livros em formato físico aos e-books. Foram entrevistados mais de 1.500 jovens, com idades variando entre 16 e 24 anos.

Mais um fato comprova essa preferência: Nos EUA, berço das novas tecnologias, as vendas de e-books tiveram queda de 10% nos primeiros cinco meses de 2015, de acordo com a Association of American Publishers.

Mas qual seria o motivo do sucesso do livro tradicional?
Segundo Luke Mitchell, da agência Voxburner, responsável pela pesquisa, existiriam dois fatores determinantes para esta preferência:

O primeiro é o valor agregado embutido no livro de papel. Apenas 8% dos entrevistados acham que o preço cobrado pelos e-books é justo, contra a vasta maioria que acredita que eles deveriam ser mais baratos.

O segundo fator seria a conexão emocional gerada: os jovens responderam que gostam de “segurar o livro físico”, que ele é mais fácil de ser emprestado, que não precisa ficar preso dentro de um dispositivo e que pode ser revendido ao terminar.

E ainda tem as vantagens que influenciam no dia a dia, que são:
• Não quebra
• Não fica sem bateria
• Pode ser decorativo
• Não chama tanto a atenção dos outros quanto o eBook, evitando os furtos

Não existe nada mais agradável do que comprar um livro, sentir o cheiro de novo e viajar por páginas e páginas de papel, contando uma história que você nunca vai esquecer.

Fonte: The Guardian
http://www.theguardian.com/books/2013/nov/25/young-adult-readers-prefer-printed-ebooks